Tiago Carvalho Oaks

Autor

Olá, sou o T.C. Oaks

Leitor compulsivo, escritor apaixonado e RPGista fanático. Fã de Super-Homem (sim, ele dá um pau no Batman!), The Elder Scrolls (Skyrim rules!) e Star Wars (prefere o universo expandido!). Morre de medo de Zumbis e (embora não admita) caminha pelas ruas escolhendo o melhor lugar para montar uma fortaleza quando o mundo for dominado por mortos-vivos! Amante de Bonsais e um contador de todos os tipos de histórias (mas que sempre puxa para o épico).

T.C.Oaks é paulistano, mais precisamente da Mooca, onde vive com sua esposa. Publicitário pela ESPM e romancista por vocação, é dotado de uma prosa objetiva e bem-humorada. Transitando pelos gêneros fantasia, horror, mistério e ficção científica, tem aperfeiçoado o manuseio da narrativa longa de fantasia realista, orientando seu trabalho para projetos de grande extensão, com universos narrativos amplos, ricos em personagens, sempre privilegiando a ação narrativa, em busca de uma leitura leve e articulada. Elaborador de enredos complexos, constrói personagens fascinantes e diálogos excelentes num ritmo compassado.

Herdeiro de escritores como Stephen King e J.R.R. Tolkien, no tema, e de G. R. R. Martin e Bernard Cornwell, na extensão, técnica e tratamento literários, seu trabalho abriga uma constante elaboração de universos metafóricos disfóricos que oferecem ao leitor experiências-limite instigantes e que põem em xeque seu lugar no mundo e papel enquanto sujeito. Assim como Martin, explora a técnica narrativa, produzindo uma profusão articulada de pontos de vista de modo a construir universos amplos com uma rica multiplicidade de personagens.

Por mais de 20 anos jogador e mestre de RPG, foi através desse Hobby que acabou se envolvendo com o universo literário. Escreveu para a revista Dragão Brasil e hoje escreve para o RPGista e para o coletivo Artes da Escrita.

Desde a leitura de O Hobbit, desenvolveu o saudável hábito de ler ao menos um livro por mês. Sendo um leitor frenético e de gostos variados, saboreando de Crepúsculo à Metamorfose com igual intensidade e voracidade, a transição de leitor para escritor foi quase natural: durante suas aventuras de RPG, decidiu colocar suas histórias no papel para criar diversos universos.

Leia minhas obras

Confira abaixo alguns contos que escrevi